Advogados

Conheça os advogados que compõem o Simpliciano Fernandes & Advogados.

Nossa equipe é formada por profissionais comprometidos, sérios e com profunda expertise nas áreas em que atuam.

José Simpliciano Fontes de Faria Fernandes

Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Sergipe. Foi Ministro do Tribunal Superior do Trabalho no período de 2001 a 2010, em vaga destinada a representante da advocacia. Vem se dedicando à atividade jurídica há mais de quarenta anos. É membro da Academia Sergipana de Letras Jurídicas. Integrou o Conselho Estadual da OAB-SE. Foi membro do Conselho Federal da OAB. Ministrou aulas em cursos para advogados promovidos pela OAB-SE. Como representante da OAB-SE, foi membro titular de comissão examinadora em concursos públicos para a Magistratura Trabalhista.

Thiago d’Ávila Melo Fernandes

Graduado pela PUC/SP, Mestre em Direito das Relações Sociais pela Pontifícia Universidade Católica – PUC/SP, defendendo a dissertação “Conceito de Seguridade Social”, alcançando nota máxima, além da concessão de todos os créditos para o Doutorado. Curso de especialização em Direito Tributário PUC/ COGEAE – Módulo “Tributos em Espécie”. Professor de Direito Previdenciário da PUC/SP, durante o período de 21.02.2000 à 25.02.2002. Publicou os artigos “Contribuições dos Inativos e Pensionistas” no site www.tributario.com (dezembro 2000) e na Revista de Previdência Social, Ltr (fevereiro/2001), “Regra-Matriz de Incidência da Contribuição Previdenciária na Execução Trabalhista” na Revista da Ltr – Legislação do Trabalho (fevereiro/2005), “Honorários Advocatícios – Ampliação da competência da Justiça do Trabalho e Novo Código Civil” na Revista da Ltr de Agosto/2006. Proferiu inúmeras palestras em Faculdades, Simpósios, Congressos e Entidades de Classes nas cidades de Aracaju-SE, Brasília-DF, Salvador-BA e Belo Horizonte-MG, sobre temas ligados à área trabalhista e previdenciária.

Marcos d’Ávila Melo Fernandes

Graduado pela Universidade de Brasília – UnB. Mestre em Direito do Trabalho e Seguridade Social pela Universidade de São Paulo – USP. Autor do artigo “A Legitimidade das Entidades Não Sindicais nas Ações Civis Públicas e Ações Civis Coletivas no Processo do Trabalho, publicado pela LTr, in: Mundo do Trabalho : atualidades, desafios e perspectivas : homenagem ao Ministro Arnaldo Süssekind., 2014. Co-autor do artigo “Honorários Advocatícios – Ampliação da competência da Justiça do Trabalho e Novo Código Civil”, publicado pela LTr, in: A Emenda Constitucional 45/2004 : Uma visão crítica pelos advogados trabalhistas, 2006. Integrou bancas avaliadoras de monografia final de graduação em Direito, pela Universidade Federal de Sergipe – UFS. Participou, como professor e palestrante, de cursos de atualização e aperfeiçoamento em direito processual do trabalho; Palestrante do I Congresso da Advocacia Sul Catarinense (2011); Presidente da Associação Sergipana dos Advogados Trabalhistas – ASSAT. Atua nas áreas trabalhista, acidente de trabalho, consumidor e servidor público estadual e municipal.

José Marcelo Leal de Oliveira Fernandes

Bacharel em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB). Pós-graduado em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho no Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP). Foi auxiliar de professor do Núcleo de Pesquisa e Assistência Jurídica (Nupaj), fruto da cooperação técnica entre a Defensoria Pública da União (DPU), a Universidade de Brasília (UnB) e a Escola Judicial da 10ª Região (Ejud-10). Autor de “Uniformização jurisprudencial por tribunais regionais: adoção de teses contrárias aos entendimentos do TST”, artigo publicado no volume nº 82 da Revista LTr. Autor de “Enquadramento Sindical dos Empregados Terceirizados em Atividade-meio”, artigo publicado na edição nº 23 da Revisa Fórum Trabalhista. Atua preponderantemente em tribunais, em especial nos Tribunais Regionais do Trabalho e no Tribunal Superior do Trabalho.

Márcio Lima Silva

Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Sergipe. Pós-graduado em Direito Processual Civil pela Faculdade Internacional Signorelli. Pós-graduado em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela Faculdade Damásio de Jesus.

Mônica de Santana Moraes

Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Sergipe. Pós-graduada em Direito do Trabalho. Atua principalmente na área trabalhista, prestando assistência jurídica a entidades sindicais.

Marília Nabuco Santos

Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Especialista em Direito do Estado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Autora do artigo “O direito constitucional fundamental à saúde do Trabalhador e a inconstitucionalidade do uso do amianto no Brasil, publicado pela Revista da Amatra XX nº 33 (outubro / dezembro 2012). Tem experiência em atuação nas áreas de Direito do Trabalho, Civil, Administrativo, Previdenciário e Tributário, tendo atuado junto aos Tribunais Superiores, em Brasília. Atualmente, atua nos Tribunais Regionais do Trabalho da 1ª, 7ª, 10ª, 13ª, 19ª e 23ª Regiões.

Lorena Batista Teixeira

Bacharel em Direito pelo Centro Universitário do Distrito Federal (UDF). Pós-graduanda em Direito Processual Civil no Damásio Educacional. Atua preponderantemente em Varas do Trabalho, em Tribunais Regionais do Trabalho e no Tribunal Superior do Trabalho.